Pular para o conteúdo principal

Postagens

Sou iniciante em FIIs e esses dias estava lendo sobre a discussão da importância de reinvestir os rendimentos, pois o efeito dos juros compostos só acontecem dessa forma nos FIIs

  Para quem tem um capital baixo, o valor dos rendimentos não são suficientes para a compra de uma nova cota. Dessa forma, o investidor com pouco capital realmente teria vantagens ao investir nesse veículo? Sem os reinvestimentos, o rendimento seria basicamente a juros simples, o que não me parece muito vantajoso. Qual o pensamento de vocês a respeito? Essa questão de juros composto é mais relevante com alto capital e quando seu retorno dos investimentos é significantemente maior que seus aportes e após alguns anos. O mais importante é você criar a mentalidade de poupar e evitar gastos desnecessários e continuar aportando nos investimentos. Se você não consegue ainda fazer o reinvestimento, deixe esse dinheiro em um investimento de curto prazo de renda fixa e depois quando juntar o suficiente, aplique onde tiver interesse. Não compre um fii de "10 reais nominais" só pq é o que você consegue comprar pois se os fundamentos dele estão desconexos do preço justo, você pode acabar

É válido investir apenas em fundos de papel no inicio?

  Os caras que mais assisto ( Arthur Vieira Moraes, Prof° Baroni e André Bacci) disseram que fundos de papel costumam ser ""mais defensivos"". Claro que se der default grande numa carteira de CRI, a cotação tende a despencar. Nessa crise toda (Covid, inflação alta, selic subindo) os fundos de papéis é que estão performando melhor. Contudo, penso que não se deve comprar a qualquer preço. Desses citados, tenho apenas um pouco de RECR11, com PM de R$98. O BCRI11 tentei entrar, mas não consegui pelo preço que queria. VRTA11 foi meu 1° fundo, fiquei uns 9 meses com ele, me deu um bom lucro, mas zerei tudo. IRDM11 é o queridinho de muitos por aqui. Particularmente, pelo ágio absurdo e pelo yield, não vejo graça nele pelo tanto que comentam. MXRF11 estudei lá no meu começo (1 ano atrás), quase quis, mas acabei não entrando. Desde então, a performance de piorou. Além dos default''s, esse é outro risco: comprar a qualquer preço porque está performando bem. Se a perfo

Referente ao módulo Tributação, no Curso de Fii

  Por exemplo, se eu apenas fiz compras durante o ano (sem nenhuma venda), eu não precisarei preencher nenhuma dessas duas fichas acima, mas sempre deverei declarar os rendimentos na ficha de Rendimentos Isentos conforme o Informe que cada administrador do fundo me enviar. Certo? Como serão vários Informes, um para cada fundo, deverei preencher uma ficha de Rendimentos Isentos para cada fundo? Quem puder me ajudar a entender, agradeço Resposta: Tem que preencher bens e direitos com a posição de cada fundo em 31.12 e informar os rendimentos isentos recebidos. Pode agrupar por administrador os rendimentos se preferir. Procura no YouTube o vídeo do professor Arthur Vieira de Morais sobre imposto de renda

Estou precisando de uma ajuda envolvendo a classificação dos fundos

  Teve uma discussão muito boa sobre isso aqui no forum, há alguns meses atras... tomarei a liberdade de colar aqui o que anotei do tema, com referência a classificação que o  @camposhm  sugeriu em se consider as taxas medias ponderadas dos indices IPCA/CDI de cada fundo... Ainda acho muito relevante para o momento atual, apesar dessas medias estarem um pouco "diferentes" do que eram na época... "Colegas, estou fazendo uma brincadeira aqui que é: Tentativa de Classificação de Risco dos FII´s de Papel que negociam acima de 10 milhões de reais ao mês. Low Risk - High Grade - Midle Risk - HIgh Yield - High Risk ______________________________________________________________ Low Risk = VGIR11, KNCR11 Low Risk + = BTCR11, HGRC11, OUJP11, RBRR11, VCJR11, High Grade - = KNSC11, RBRY11, RZAK11, XPCI11 High Grade = CPTS11, MCCI11, MXRF11, KNIP11, PLCR11, VRTA11 Midle Risk = BCRI11, CVBI11, DEVA11, IRDM11, KNHY11, RECR11, VGIP11 High Yield = BARI11, HABT11, HCTR11, URPR11, High Ris